CRESCIMENTO DA IGREJA AQUI NA TERRA!

OS DEZ PRINCIPIOS PARA O CRESCIMENTO DA IGREJA AQUI NA TERRA!
   Particularmente eu, Patriarca creio que o crescimento da Igreja Vetero Católica Fidelitas está intrinsecamente ligado a uma cultura de oração, visitação aos doentes, exéquias, que conduzem ao conforto espiritual da família, missas nos lares e ao agir do Espírito Santo. Entretanto, não só adianta ter uma boa intenção, toda uma vida de oração e liberdade do Espírito Santo para operar em qualquer ministério, se faz jus também à filosofia de trabalho, de foco e de objetivos a serem alcançados e, de preferência, claros e definidos, com propósitos e metas. Vamos analisar os dez princípios que determinam o foco e a motivação de um crescimento de igreja sadio e equilibrado.
1-Crescimento é natural, embora seja lento; visitação e força de vontade de expandir e crescer é a estratégia.
2-A paixão pelos objetivos te inspira e a inspiração te faz transpirar ideias e pô-las em prática.
3-Mude o paradigma de vem e vê para ide e contai.
4-Redefina teu estilo de missa. Pergunte-se que tipo de peixe deseja pescar e condicione-se a ele.
5-Os recursos seguirão a visão. Tenha uma visão correta, siga-a e prepare-se para receber os recursos.
6-Tenha uma visão de crescimento, pior que qualquer visão é visão nenhuma.
7-O DNA dos Veteros Católicos primitivos era mover-se, nunca parar, estar em volta e seguir sempre em frente.
8-Em cada cidade está um Cornélio esperando pelo apóstolo Pedro, que esteja orando na sala, na cozinha ou na varanda.
9-Coloque oração, amor, fé, caridade, luz, antes de qualquer iniciativa.
10-Pegue a visão, escreva em um papel e inicie de alguma forma; depois desfrute dos resultados que serão maravilhosos.
   Não fique sentado em casa, esperando os fiéis; vá buscá-los por meio de capelanias hospitalares e visitação a Casas de Longa Permanência para Idosos, Casas de Apoios, Centros de Convivências, Presídios, Casa da Mulher e etc. E confortando os que perderam seus entes queridos. Se não celebrar missas nos lares, então tua vocação não é sacerdotal e não és um sacerdote de Melquisedeque. É apenas uma água parada, ou uma arvore que não dá frutos.
Shalom
+Dom Paulus Nunes-sce
Patriarca
Sacerdote Superior do Patriarcado de Jerusalém nas Américas