Maior Sino do Mundo

  •    MP revela que sino adquirido para a nova Basílica de Trindade custou R$ 17 milhões, quase o triplo do valor divulgado pela Afipe

   Importado da Polônia, maior sino suspenso do mundo foi avaliado inicialmente em R$ 6 milhões, mas contrato apreendido na Operação Vendilhões revela o contrário. Entidade criada pelo padre Robson é alvo de ação por suspeita de desvios.

   O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) revelou nesta quinta-feira (10) que o maior sino suspenso do mundo, previsto para ser instalado na nova Basílica de Trindade, custou R$ 17 milhões. O montante é quase o triplo do valor revelado pela Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) – R$ 6 milhões – à época da aquisição, em 2014. Uma operação apura desvios de doações de fiéis na entidade, criada pelo padre Robson, também alvo das investigações.

   Ao G1, a assessoria da Afipe informou, às 19h22, que o valor da compra procede, mas que é referente à compra de 73 sinos ao todo.

  “O Ministério Público está correto nas informações prestadas. A Afipe, já na tarde hoje comprovou que a compra dos sinos aconteceu e o valor é de R$ 17 milhões. Foi apurado também que o valor é referente a compra de 73 sinos, sendo um conjunto de 68 em carrilhão, um conjunto de 4 sinos tipo badalos em quarteto ideal e um sino de badalo vox dei. A nova diretoria que tomou posse na ultima quinta-feira, continua trabalhando na apuração de todos os fatos”.

   A descoberta do valor real do sino foi feita pelos promotores de Justiça durante análise de parte do material apreendido pela Operação Vendilhões, deflagrada no último dia 21 de agosto.

Fonte: G1 – Goiás