IGREJA

A Igreja Apostólica Vetero Católica do Brasil Fidelitas, tem um carisma próprio, um dom singular do Espírito Santo que contribui para o esplendor da verdade de Cristo e que é, tal como dom da graça edificante.

Oração do Credo
Creio em Deus-Pai, todo poderoso, criador do céu e da terra e em Jesus Cristo seu único filho Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo.

Nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai, todo poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.

Missão Vetero Católica Fidelitas:

   Têm como incumbência o anúncio explícito do Evangelho e a solidariedade com a criatura humana, a promoção de seus direitos fundamentais na justiça e na liberdade, com o emprego dos que sejam, ao mesmo tempo, conformes ao Evangelho e eficazes. Um Vetero  Católico se consagra e se dedica a Jesus Cristo, Nosso Senhor, para honrá-lo não só como Sumo Sacerdote e como o grande Apóstolo de Deus, mas também para respeitá-lo vivo nas autoridades constituídas em Seu nome. Invocando todos os dias o Espírito apostólico sobre si e sobre toda a Igreja, para renovar nela o amor a Jesus Cristo e a religião como fonte da santidade que por meio dele se deve derramar depois sobre a multidão dos povos. “Todo o poder foi me dado no céu e sobre a terra. Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (MT 28, 18-20).

   A missão é o cume da ação pastoral apresentada na nossa história: “Ai de mim se não Evangelizar!” (1 Cor 9, 16). A voz de Cristo pascal deve ser acolhida e vivida incondicionalmente por todos os Veteros Fidelitas: “Ide, pregai o Evangelho”. (Mc 16, 15). Somos uma Igreja Cristocentrica e ministerial, onde podemos sentar a mesa e ver o rosto do irmão, uma Igreja participativa e servidora, capaz de se dispor a servir segundo o espírito e exemplo de Jesus, o servo do Deus conosco que veio “para servir e não ser servido” (Mt 20, 28); (Mc 10, 45). Somos uma Igreja missionária, aberta inclusive além a missão fronteira, capaz de manter viva a tradição evangélica do Reino de Deus pelo primeiro anuncio da palavra de Deus: justiça, paz e alegria (Rm 14, 17), liberdade (Gl 5, 13), verdade, fraternidade, amor, caridade, solidariedade ( 1 cor 13, 1-13; Gl 5, 6. 14). A Vetero Católica Fidelitas, pela ação do Espírito Santo, se abre ao novo para mostrar a presença de um Deus que acolhe a todos.


No uso das suas atribuições legais eu + DOM PAULUS NUNES-SCE PATRIARCA DA COMUNHÃO DOS VETEROS CATOLICOS FIDELITAS E PRESIDENTE DA IGREJA APOSTÓLICA VETERO CATOLICA DO BRASIL FIDELITAS, de acordo com o Estatuto, Normais Canônicas, Doutrina e Tradição, Comunhão com o Magistério Eclesiástico e o Colégio Episcopal de muita boa vontade sentimos e julgamos que é nossos dever atender ao pedido dos nosso fieis e do conselho episcopal da Santa Mãe Igreja.

Mediante as necessidades da criação de mais uma arquidiocese no Brasil, criamos, como de fato fica criada, por Letras Apostólicas a Arquidiocese Metropolitana da Bahia, cujo primeiro Arcebispo é o Exmo. Sr. + Dom Junior de Jesus, svcf, que deve seguir os limites constituídos, e deve ser construída toda estrutura necessária para a manutenção da Arquidiocese e do Arcebispo Metropolitano.

A arquidiocese Metropolitana da Bahia deve promover a participação dos fiéis e do clero na sua manutenção, na manutenção do Sr. Arcebispo e dos organismos curiais.
A arquidiocese Metropolitana da Bahia depende do Governo Patriarcal da Igreja Apostólica Vetero Católica do Brasil Fidelitas.

Dado e Passado nesta chancelaria e Governo Patriarcal, Província Eclesiástica do Brasil aos doze dias do Mês de Março de Dois Mil e vinte, vigésimo Ano de minha Sagração Episcopal. Dou fé sob Selo Sinais e Armas do Governo Patriarcal.

Arquidiocese sagrada família
igreja vetero católica fidelitas

Palavra do Presidente

TEMPO DIGITAL

   A missão da Igreja sempre foi muito clara nos seus ensinamentos. A teologia judaico-cristã foi completamente ancorada na missão de comunicar a Boa Notícia que vem de Deus. Tão somente porque, para tal missão ela foi criada e é essa a tarefa que respalda a sua existência até hoje. 

   A preocupação da Igreja com a pregação desse evangelho de salvação, que tal atividade tem sido feito a séculos, utilizando diversos suportes, que foram da forma direta de comunicação interpessoal, por meio de testemunho partilhado a outra pessoa ou na pregação perante um grupo, até a sua ampliação pela comunicação escrita, músíca e artes, que se constituíram em  canais de comunicação extremamente otimizados, em especial pela Igreja Vetero Católica Fidelitas. Contudo, nos dias de hoje, a mídia, principalmente as redes sociais, mostram-se como o mais novo horizonte visível de propagação para a Palavra de Deus. 

   Não podemos desconhecer ou minimizar a presença dos diversos setores de seguimentos e ramificações católicas e protestantes, que se articulam na aquisição de poderosas redes de comunicação com as mais peculares finalidades, que vão desde a comercialização da fé até a difusão do evangelho.

   Portanto, no geral a comunicação midiática , tem estabelecido com o sagrado um diálogo interessante. Tal diálogo está presente em uma relação inovadora que corre muitas vezes pela possibilidade de escolher, através da mídia, adquirir produtos ou formas religiosas que melhor se ajustem as necessidades individuais de cada fiel.

+Dom Júnior de Jesus

 

Compartilhe com facebook
Facebook
Compartilhe com twitter
Twitter
Compartilhe com email
Email