3º DOMINGO DO ADVENTO

Preparai o caminho do Senhor 

   Advento é tempo de esperança e de alegria. No entanto, só experimentaremos a verdadeira alegria se nos voltarmos inteiramente para Deus, na vida pessoal, nas relações com os outros e na construção de um mundo melhor. Os conselhos de João Batista são para nós uma forma muito clara para vivermos o bem o advento.  

   A primeira leitura (Sofonias 3,14-18), mostra o profeta Sofonias atacando a idolatria cultual, as injustiças, o materialismo, a despreocupação religiosa, os abusos da autoridade: todo este quadro configura uma situação de grave infidelidade à aliança; Deus não irá, diz o profeta, pactuar co esta situação.

   No entanto, a intenção de Sofonias não é somente anunciar o castigo. A sua mensagem é, antes de mais, um apelo à conversão, primeiro passo para a salvação. O que o profeta pede aos seu povo é que se volte de novo para o Senhor, assuma suas responsabilidades para com Deus e viva de acordo com os compromissos assumidos no âmbito da aliança.

   O Evangelho (Lucas 3,10-18), sugere algumas indicações onde as transformações são necessárias: é preciso sair do nosso egoísmo e aprender a partilhar; é preciso quebrar os esquemas de exploração e de imoralidade e proceder com justiça; é preciso renunciar á violência e a prepotência e respeitar absolutamente a dignidade dos nossos irmãos. O evangelho avisa-nos, ainda, que o cristão é batizado no Espírito, recebe de Deus vida nova e tem de viver de acordo com essa dinâmica.

   Na segunda leitura(Filipenses 4,4-7), São Paulo nos diz que o projeto de Deus, essa nova sociedade,  deverá ser o objetivo ao redor do qual a comunidade  deverá sempre se reunir. Para isso ele apela à alegria, ao equilíbrio, ao diálogo com Deus (oração) e com os irmãos. Com esses elementos não só preservaremos essa nova sociedade, mas faremos sua propaganda, a tornaremos agradável aos olhos daqueles que nos observam. Na verdade a segunda leitura , insiste nas atitudes corretas que devem marcar a vida de todos os que querem acolher o Senhor: alegria, bondade, oração.

   Portanto, o terceiro Domingo do Advento, conhecido como o “Domingo da Alegria”, mostra João Batista convidando o povo à generosidade e à ousadia de repartir. “Quem tem duas túnicas, ofereça a segunda a quem não tem nenhuma; e quem tiver comida; faça o mesmo”. O apelo do Profeta é mais do que atual. É urgente e concreto. Respondê-lo com alegria é forma privilegiada para o cristão retornar ao que existe de mais essencial na vocação que abraçou com o Batismo.

+Dom Júnior de Jesus(Bispo Eleito)