CRISTO ESTÁ ENTRE NÓS

   Mateus 18:20 – Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Jesus sempre foi franco, nas orientações que deu aos Seus discípulos. Por isso, Ele lhes revelou a reação de ódio e perseguição que iriam enfrentar, por causa do testemunho deles, sobre a Sua divindade salvadora. Por outro lado, garantiu-lhes vitória espiritual: “Onde dois ou três se reunirem porque são meus, Eu estarei ali mesmo entre eles” (Mateus 18:20). Cristo está entre nós. Aceitar a Sua presença e recorrer a Ele, tanto nas vitórias, quanto nas provações, é levar a sério o poder amoroso Dele, revelado na Bíblia. Com a mesma clareza, Cristo nos garante tanto perseguições, quanto vitórias espirituais: “Eu venci o mundo” é a Sua garantia (João 16:33). Por isso, Paulo nos pergunta: “Quem nos separará do amor de Cristo? Será a tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito – por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio Daquele que nos amou. Pois estou convencido de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem demônios, nem o presente, nem o porvir, nem quaisquer poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (versos 35-39).
ACOLHIMENTO E TOLERÂNCIA
   Romanos 15:7 – Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. O acolhimento deve ser uma das marcas da igreja de Jesus Cristo. Uma vez que Cristo nos acolheu (Rm 15.7), nós precisamos, do mesmo modo, acolhermos uns aos outros. Acolhimento no sentido bíblico fala de perdão, aceitação, hospitalidade e tolerância.
   É o ato de amar com intensidade de modo a suprir a carência do outro e cobrir uma multidão de pecados. Não significa fazer vista grossa aos erros e não corrigir falhas de caráter e de comportamento, mas de seguir a escola de Jesus onde a graça vem antes da verdade, isto é, primeiro curamos e depois corrigimos. Uma igreja “acolhedora” tem grande potencial para causar um impacto poderoso onde ela está localizada. Esforce-se por ter essa atitude e trabalhe onde o Senhor te colocou para que mais e mais pessoas aprendam a acolher do modo que foram acolhidas por Cristo. Deus te abençoe!
Shalom
+Dom Paulus Nunes-sce
Patriarca
Sumo Sacerdote Superior do Patriarcado de Jerusalém nas Américas.